Atualize seu navegador!
Notícias

Trabalho de conclusão de curso apresentado por Acadêmico de Enfermagem retrata a DIVERSIDADE DE ETIOLOGIAS DA DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA APAE DE UNAÍ.

O graduando em Enfermagem Danillo José Araújo, apresentou no dia 15 de junho na Faculdade de Ciências e Tecnologia de Unaí (FACTU) seu trabalho de conclusão de curso (monografia) realizado na Apae. Em sua pesquisa, o autor buscou conhecer as principais etiologias da deficiência intelectual analisando o histórico de pessoas com deficiências atendidas na Apae de Unaí-MG. Para tanto o autor realizou uma pesquisa de campo com consulta de prontuários, bem como revisão de literatura a respeito da deficiência intelectual que não é uma doença, mas sim um atraso com limitações no funcionamento mental associadas às áreas de habilidades adaptativas, como: comunicação, cuidado pessoal, habilidades sociais, utilização da comunidade, saúde e segurança, habilidades acadêmicas, lazer e trabalho. Neste estudo constaram os critérios para diagnóstico da deficiência, as principais patologias, ações de enfermagem, medidas preventivas e foram também abordadas as ações de inclusão do deficiente na sociedade. Para amostra fizeram parte todas as pessoas diagnosticadas com deficiência intelectual, num total de 213 pessoas de ambos os sexos e idades que variaram entre 7 e 47 anos nos diversos graus de comprometimento. Na análise, além de descrever as principais causas e fatores de risco para instalação da deficiência intelectual, a distribuição das pessoas por grau de comprometimento em relação à deficiência intelectual e as patologias associadas à deficiência, constatou-se que na maioria das pessoas afetadas a origem da deficiência se dá por fatores e causas ambientais. A deficiência intelectual não tem cura, mas deve ser acompanhada com apoios e ações que possibilitem minimizar os prejuízos causados, com destaque para as instituições com atendimento especializado.

 

A pesquisa está disponível para acesso nas Bibliotecas da Apae de Unaí e da FACTU. Parabéns ao futuro Enfermeiro Danillo por seu interesse em pesquisar e conhecer mais sobre a deficiência intelectual. Destaca-se a necessidade de promover a inclusão social, o que é uma atitude extremamente importante na determinação da qualidade de vida da pessoa com deficiência, pois a sua inserção na sociedade lhe permite o acesso a todos os recursos da comunidade, o que favorecerá o seu desenvolvimento global.

 

Enfermeira Luciene L. Mota.


Fonte: SETOR DE ENFERMAGEM DA APAE/UNAÍ.